Talentosos, perfeitos, bonitos, cheirosos, charmosos e modestos:

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Lábios Gruta-fruta.

Se em teus lábios me prender,
Não é de se surpreender,
Que jamais me saia.

Se em tua saia rodopiar,
Hei de mais e mais te amar,
Mesmo que de forma bruta.

Se de bruta forma amar-te,
Sustento cá meu baluarte,
De mancebo andarilho.

Que sustenta o estribilho,
Tal qual o poeta Idílio,
O faceiro que canta a fruta,

Lembrando-me cá da cicuta,
Que é distrair-me dos lábios gruta,
Sem querer perder essa luta.

5 comentários:

Luan Ribeiro disse...

Marcelo Camelo botaria acordes sustenidos nisso!

Luquez disse...

Eu amo poemas assim, curti bastante o resultado final desse!
E acho que quem vai botar acordes(não sei se sustenidos) sou eu!!

gabriela ticle disse...

queria escrever assim. é lindo.

Mônica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rita Loureiro disse...

Gosto da idéia, da imagem que me vem com "lábios Gruta-Fruta."