Talentosos, perfeitos, bonitos, cheirosos, charmosos e modestos:

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Soneto Ibérico.

Abrigado por cogumelos,hei contar,
a história de um menino,sentado a esperar,
com sede de ternura e amor a transbordar,
espera somente a criatura aportar.

Aparece tal figura,e por muito se entreteem,
O menino,tão carente,padece a tal vintém.
Olhar por olhar terno,
conheceram-se muito bem.

"Aviação"- diz a menina,com um brilho no olhar,
o menino,extasiado,
num sorriso se põe a chorar.

"Encontrei!"- ele diz.
Minha pepita de ternura,
E se apaixona o mancebo,pela brilhante fulgura.

Um comentário:

Rita Loureiro disse...

Adoro o "abrigado por cogumelos"

por tantos motivos, mas principalmente pela atmosfera misteriosa ^^