Talentosos, perfeitos, bonitos, cheirosos, charmosos e modestos:

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Química (Volume único)

Um benzeno, dois eteno
Um alcano e um alqueno
Um etino, um propeno
O aldeído metanal

Pois que mero propanal
Tem, como tem, três carbonos,
A família lá do Bromo
Veio logo protestar

'Sou que sou desinibida
Faço covalente dativa'
Disse a molécula atrevida
Louca pra se estabilizar

O Anel Aromático, como sempre, problemático,
Pediu ao grande Cátion que cuidasse do seu filho
O estimado filho, Ácido Carboxílico, apelidado Isobutírico
Pôs-se logo a chorar

Queria ficar com dona Cetona,
Mas a tal bobalhona tinha ligação pi
Instável, que só ela, Seu Haleto não dá trela:
'Quieta, velha maluca, Van der Waals tá vindo aí!'

3 comentários:

Luquez disse...

MOLEQUE!CHOREI COM ESSE POEMA!
Muito bom!!Você só melhora mais a cada dia!

Liiz disse...

Gaaroto.
Vai ser criativo assim, ein.
Saaudade!
Beijos xx*

Ingridfig disse...

me sinto mal toda vez que venho aqui =(
adorei seu poema quimico, foi bem nas provas?